Sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – veja o que foi vetado e o que isso significa na prática

Foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD. O projeto de lei nº 53/2018 foi convertido na Lei nº 13.709 de 14 de agosto de 2018. A partir de agora, empresas e empresas públicas terão 18 meses para se adaptar aos novos padrões de proteção de dados pessoais.

Uma análise detalhada sobre o que a nova LGPD determina pode ser encontrada aqui. Nesse artigo, abordaremos o que foi vetado do PLC 53/2018 e não chegou a virar lei, bem como as implicações desses vetos. Os vetos podem ser divididos em três categorias (a) vetos de obrigações que seriam aplicáveis às pessoas jurídicas de direito público, limitando o compartilhamento de dados pessoais pelo Poder Público; (b) vetos de penalidades previstas na lei; e (c) vetos à criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados e do Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e da Privacidade.

Mais flexibilidade para compartilhamento de dados pelo Poder Público. Foram vetados alguns dispositivos que proibiam o Poder Público de compartilhar dados no âmbito do Poder Público e com pessoas jurídicas de direito privado, ou que impunham severas restrições para que o Poder Público pudesse realizar esse compartilhamento. Com o veto, o Poder Público poderá compartilhar dados nos termos da LGPD, sem obrigatoriedade de previsão legal específica que o permita ou contrato, convênio ou instrumento similar que respalde essa transferência.

Ainda, foi vetada a obrigação do Poder Público dar publicidade sobre a comunicação ou uso compartilhado de dados pessoais entre órgãos e entidades de direito público. Com isso, o Poder Público poderá compartilhar dados de forma mais ampla, sem precisar informar ativamente sobre esse compartilhamento.

Vetadas algumas sanções. Foram vetadas algumas penalidades previstas no PLC 53/2018, e mantidas as situações que levam à dosimetria dessas sanções e que podem levar a uma pena mais severa ou mais branda. Foram excluídas as hipóteses de o infrator ser punido com a suspensão do funcionamento do banco de dados; com suspensão do exercício da atividade de tratamento; e com a proibição do exercício de atividades relacionadas com o tratamento. Dessa forma, somente serão bloqueados ou eliminados os dados específicos relacionados com a infração. Será necessário identificar e segregar esses dados do resto da base de dados do infrator e aguardar que todos os dados armazenados sejam comprometidos para que a atividade seja suspensa.

Autoridade Nacional de Proteção de Dados. A Presidência da República alegou vício de iniciativa com relação a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados – ANPD e do Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e da Privacidade. Afirmou que apenas o Poder Executivo poderia criar uma autoridade de fiscalização. A criação por lei de iniciativa do Poder Legislativo, portanto, violaria essa norma constitucional.

Alegando querer evitar maiores discussões sobre o tema da iniciativa e constitucionalidade da criação da ANPD, os artigos relacionados foram vetados sob a promessa de que a Presidência da República encaminhará um projeto de lei para criar autoridade semelhante à prevista no Projeto 53/2018 (ANPD). Se essa autoridade, ou outra empresa não for criada até a entrada em vigor da LGPD, alguns de seus dispositivos permanecerão sem regulamentação necessária. E mais: a fiscalização da aplicação da LGPD pode ficar prejudicada.

Todas as demais disposições da LGPD permaneceram no texto final. A partir de hoje, 15 de agosto de 2018, data da publicação da LGPD, começa a ser contado o prazo de dezoito meses para que empresas, públicas ou privadas, se adequem ao texto legal. Aqueles que não cumprirem os dispositivos legais estarão sujeitos a penalidades que irão desde advertência até multa que pode chegar a R$ 50.000.000,00 (cinquenta milhões de reais).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s